Setor elétrico – quais as apostas para o futuro?


A cada novo dia os estudos tecnológicos avançam e, consequentemente, o setor elétrico avança, e com tantas mudanças já sofridas, vem a necessidade da adoção de iniciativas para lidar com as transformações de um consumidor mais protagonista.

Atualmente os consumidores estão mais exigentes quanto à qualidade da energia produzida, principalmente no Brasil, a partir da matriz energética limpa, confiável e sustentável.
Estudiosos relatam que até 2030, a geração de energia renovável deve deixar de ser um desafio a nível global, caso os países cumpram um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ONU), que defende garantir o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço justo à energia.

A estimativa é que a demanda mundial continue crescendo em ritmo acelerado e, para que o setor possa atender a esta demanda de energia é necessário que haja o uso eficiente dos recursos naturais, atrelado à mudança nos hábitos de consumo que está sendo impulsionado pela transformação digital. Ou seja, é necessário que cada país, assim como o Brasil, invista mais em inovações que promovam a eficiência e sustentabilidade do setor elétrico.

Diversas são as apostas para o futuro do setor elétrico, dentre elas destacamos algumas que nunca saem do debate sobre o futuro do setor elétrico:

– Mobilidade elétrica
A mobilidade elétrica é forte tendência para o futuro, começando com os carros elétricos que já se torna realidade em diversos países. Atualmente existem diversos modelos de carros que utilizam de baterias para se locomover pela cidade, um desafio concluído com muito sucesso. Essa tecnologia de armazenamento de energia é considerada tendência irreversível.

 

-Diversificação da matriz energética
A diversificação da matriz energética será importante e essencial para o Brasil suprir a demanda elétrica, além de ter uma economia de baixo carbono e honrar os compromissos com os tratados de redução de emissão de redução de emissão de CO².
Pensando na diversificação da matriz energética, é necessário que os governos invistam em modernização e expansão da infraestrutura para o fornecimento de serviços de energia sustentável, impulsionar investimentos em tecnologia, mitigação dos impactos ambientais e inclusão social é essencial.

Com esta diversificação podemos esperar maior segurança energética, redução nas tarifas de energia, estímulo à inovação e empreendedorismo e proteção ambiental.
A previsão é que, em 2040, quase metade, ou cerca de 48%, da energia usada no Brasil deve vir de fontes limpas e renováveis.

– Tecnologia e segurança de compartilhamento de dados
A tecnologia é aliada ao setor elétrico, visto por que permite otimizar o custo e comercialização de energia para atender uma demanda cada vez mais crescente.
Por isso, nos próximos anos, veremos um aumento no investimento em inteligência artificial que irá revolucionar os sistemas elétricos e o relacionamento com os consumidores.
Além disso, começaremos a ver investimentos em tecnologias de proteção e governança de dados para facilitar a automação da coleta, qualificação e segurança de dados para facilitar a entrega de serviços aprimorada e a experiência do consumidor. Com isso, observaremos a criação de modelos de negócios inovadores no setor elétrico baseados na disponibilidade de dados e informações.

– Armazenamento de energia
A tecnologia do armazenamento de energia é uma das tendências que chegam ao Brasil. Ela se torna cada vez mais viável ao considerar o advento das redes elétricas inteligentes. Sendo uma tecnologia integrada ao campo elétrico, atendendo tanto às necessidades das empresas (suporte de tensão e reagentes) quanto às necessidades dos consumidores. Embora ainda seja cara, especialistas apontam que os sistemas de armazenamento de energia já são economicamente viáveis em algumas aplicações no Brasil.

Por fim, para que haja promoção do uso eficientes dos recursos naturais disponíveis no planeta, será necessário investir em soluções que modernizem o setor elétrico. O novo cenário elétrico que se desenha exige novas movimentações dos governos a partir de agora, não há dúvidas que o futuro do setor elétrico será renovável.

1 Comentário

  • Espero que aconteça rápido, para ajudar o planeta a se recompor.
    A energia solar já está presente no Brasil e é uma ótima maneira de economia a longo prazo, infelizmente ao envés de incentivar as pessoas a aderirem essa tecnologia o mercado a cada dia sobe o valor da mesma, e provavelmente aconteça o mesmo com as novas que viram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.